As 5 fases do luto – #forçaChape

Diante do infortúnio consequente da recente tragédia que abalou a nação brasileira e também o mundo nesta terça-feira (29/11), impossível não se manifestar.

Hoje trago para vocês as fases do luto, as quais nem sempre ocorrem na ordem a ser apresentada, tampouco todas as pessoas passarão por todas elas, mas o certo é que pelo menos 2 dessas fases serão atravessadas por todos que são acometidos por perdas.

fases-do-luto

Continuar lendo

Depressão… Entendendo e aprendendo a lidar

Oioioi doçuras! Tudo bem com vocês?

Hoje vou seguir com os assuntos delicados.

Postagem longa, para um dor emocional imensa.

Depressão… atire a primeira pedra quem não conhece ao menos uma pessoa que apresente sintomas ou tenha sido diagnosticado com depressão.

De todos os transtornos emocionais eu diria que esse é o mais comum e também mais negligenciado, visto que muita gente ainda tem preconceito e até medo de assumir ou mesmo falar sobre.

O que muitos não sabem é que quanto mais falarmos sobre, menos mitos haverão, mais pessoa vão perder o medo de buscar ajuda e menos gente vai sofrer em silêncio, entregando os pontos.

Para que haja um correto diagnóstico, o ideal é que a pessoa busque um psiquiatra ou um psicólogo e é aqui que entra o primeiro tabu. Inúmeras pessoas acham que esses especialistas servem para cuidar de “loucos”, mas sinto decepicionar os que pensam assim, eles servem justamente para que não enlouqueçamos sem saber lidar com as dores e dificuldsdes que nos afligem.

Como saber se é a hora de buscar um profissional para conversar? Eis alguns sintomas:

  • Angústia constate
  • Falta de interesse pelas coisas que anteriormente lhe empolgavam
  • Tédio
  • Perda de interesse pela pessoas ou de estar com elas
  • Insônia
  • Choro excessivo e sem motivo
  • Pensamentos suicidas e de automutilação
  • Falta de concentração
  • Impulsividade
  • Ruminação
  • Baixa autoestima

Palavras de quem foi diagnosticada e ainda luta contra a depressão:

  • Tem dias que são mais difíceis que os outros, mas não perca a oportunidade de aproveitar os dias melhores.
  • Nunca entregue os pontos, nunca ache que isso não vai acabar nunca, com a atenção e o cuidado necessário, vai acabar, prometo!
  • Muita gente não vai entender, muita gente vai te criticar e dizer que é só preguiça e força de vontade, mas não deixe se abater por isso, não é por maldade, eles só nunca sentiram algo parecido, mas eu te entendo e sei que você está tentando.
  • Por favor, procure ajuda! Por mais que você tente se virar, não dá pra derrubar esse gigante sozinho.

Aos que nunca passaram por isso, sejam gratos, não é fácil! Mas ao lidar com alguém que esteja atravessando essa densa fase de neblina, por favor, seja cuidadoso com as palavras e também com a forma de falar. É mais difícil do que qualquer coisa que você possa considerar difícil. Se alguém está com câncer você não vai dizer é só ter força de vontade que ela vai ficar bem, então não use esse tipo de colocação com pessoas com transtorno depressivo. Pode parecer uma analogia exagerada, mas depressao é doença de todo jeito e a unica coisa que esperamos é que a considerem como tal.

downloadNunca despreze as pessoas deprimidas.
A depressão é o último estágio da dor humana.

Augusto Cury

Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo.

Martin Luther King

00 (1).png

Mudando o mundo ao redor do umbigo da gente

Oioioi doçuras!!!

Hoje o tópico será comportamento. Mudança de comportamento pra ser mais precisa. E por comportamento ser um assunto um tanto polêmico, o post vai ser um pouquinho maior que o comum.

Um comportamento que tem se tornado praticamente uma cultura atualmente é o olhar apenas para nosso próprio umbigo, de forma a não levarmos em consideração as realidades alheias a nossa. E embora assinemos embaixo de termos para mudança e de afirmarmos sermos contra tais atitudes narcisistas, permanecemos sentados em nossos tronos supremos, sem a menor intenção de arredar o pé da pestilenta zona de conforto.

Mas o que fazer? Como fazer? Com quem fazer? Como fazer outros fazerem?

Pequenas ações, de maneira simples, ainda que individual, são o melhor exemplo/incentivo.

Não precisamos doar milhões para auxiliar a sanar a fome na África (se tiver condições, fica dica rs), um simples segurar a bolsa de alguém num ônibus lotado ou ceder o assento para um idoso já muda o mundo, o mundo de quem está sendo beneficiado e principalmente o seu.

Partiremos então da seguinte premissa: não deixe de fazer para o próximo aquilo que você, em tal situação, iria desejar que fizessem a você. Olhando para o nosso próprio umbigo, devemos nos perguntar: o que eu desejaria receber das outras pessoas durante o meu dia?

Faça uma lista mental, ou se preferir, exponha seus pensamento a escrito. Depois, chame um amigo ou um parente (desde que diferente de você em idade, mentalidade e gênero) e proponha que faça o mesmo. Não é preciso que um saiba o que o outro deseja, só basta você saber que o outro, assim como você, também está transbordando de expectativas e que essas necessidades, gentilezas ou vontades (chamem como quiser) não podem ser auto supridas. 

Parar de olhar para si e passar a olhar ao redor se torna um ciclo, pois vc também passará a ser observado e ajudado (não que você tenha que mudar as atitudes tendo em vista este devido retorno). Lembremos, caros amigos, tudo que a gente planta um dia nascerá, crescerá e amadurecerá para que possa ser colhido por nós. Egoísmo plantado, será egoísmo colhido; mas uma boa gentileza, quando plantada, faz nascer outras gentilezas e a visão que o mundo tem sobre você. Pense nisso, pois para se sentir bem e útil, esse caminho é uma das melhores, mais simples e satisfatórias rotas existentes.

Autoras: ABelleRainha e Ana Laura Silva

NÃO TENHO ROUPA!!!! – Camisa jeans

Esses dias tive um evento e exclamei a clássica frase feminina: Não tenho roupa mainhaaa!

Deu logo aquela vontade de sair pra bater perna nos shoppings da vida e comprar aquela sacolada básica de roupas… maaaas… não tive tempo. De repente me vi no dia da programação e eu não tinha comprado nenhuma roupa.

O que fazer? O que fazer? O que fazer? Reciclar roupa ué!

Saquei uma camisa jeans do armário, mudei o jeito de usar e pronto… nem senti… rs

Agora vou trazer algumas inspirações pra vocês de como usar camisa jeans… por dentro, por fora, com nozinho, sobreposta… Vejam o que combina melhor com vocês e arrasem!

Continuar lendo

Verifique bem

O mesmo se encontra?

Existe uma placa que por lei deve estar fixada ao lado das portas de elevadores com os seguintes dizeres: “Antes de entrar no elevador, verifique se o mesmo está parado neste andar”. Muitos têm medo ou até mesmo pânico de entrar em um elevador — um lugar pequeno, sem janelas, que se move numa velocidade significativa, parando de andar em andar e, geralmente, monitorado pelo próprio usuário.

Continuar lendo

9 palavras para sentimentos que você nem sabia que existem

Às vezes, faltam palavras, mas elas existem…

Nos últimos anos os neurocientistas têm trabalhado com uma abordagem diferente no que diz respeito a sentimentos: a noção de que nem tudo é branco e preto. Acredita-se que existam várias nuances entre o que sentimos e, por vezes, nem sabemos exatamente o que é aquela sensação.

“Nomear um sentimento pode ajudar a torná-lo menos desesperador quando você o está sentindo, todos os tipos de sensações estão acontecendo e entender o que elas são pode nos aliviar.”

Conheça 9 sentimentos que são poucos conhecidos.

Continuar lendo